Reflexões ou Sentenças Máximas Morais

R$27,90

2x de R$13,95 sem juros
5% de desconto pagando com Depósito em conta bancária (Bradesco)
Entregas para o CEP:

Meios de envio

  • Itiban Comic Shop Av. Silva Jardim, 845, Curitiba - Atendimento de Segunda à Sexta das 10:00 às 18:00 e Sábados das 10:00 às 17:30
    Grátis
Devolução
Produtos com defeito* , poderão ser devolvidos ou trocados,mediante disponibilidade em até 07 ( sete ) dias úteis.

Sobre o livro:

As sentenças ácidas e mordazes do grande pensador moralista do século XVII.

Muitas das máximas de François VI, duque de La Rochefoucauld, se incorporaram ao imaginário coletivo, recitadas há gerações sem atribuição. Não é para menos: com ironia fina e profundo pessimismo, seus escritos revelam uma acachapante habilidade de descrever as fraquezas e rodeios morais a que todos estamos sujeitos. Reflexões como "Nunca somos tão felizes nem tão infelizes quanto imaginamos", "Prometemos segundo nossas esperanças e cumprimos segundo nossos temores", "Há bons casamentos, mas não deliciosos", "Não podemos olhar fixamente nem o sol nem a morte", "Os defeitos do espírito, assim como os do rosto, aumentam com a velhice", ou "Não temos força suficiente para seguir toda a nossa razão" soam tanto familiares quanto cruelmente precisas... Importante moralista e pensador francês, membro da alta nobreza, envolvido nas intrigas da corte e personagem-chave da Fronda, a guerra civil que dividiu a França entre os anos de 1648 e 1653, La Rochefoucauld somou a experiência nos círculos aristocráticos, frívolos e mundanos, sedentos de poder e reconhecimento em que vivia à observação filósofica, ajudando a consolidar e popularizar as máximas como gênero literário.


Sobre o autor:

FRANÇOIS DE LA ROCHEFOUCAULD
François VI (1613-1680), príncipe de Marcillac e, mais tarde, duque de La Rochefoucauld, nasceu em Paris. Aos catorze anos casou-se com Andrée de Vivonne, com quem teve oito filhos. Sua carreira militar, iniciada em 1629, foi bastante próspera - conquistou, após a campanha na Itália, o posto de mestre de campo. Envolvendo-se em intrigas contra o cardeal Richelieu  e acusado de ter discordado das estratégias militares francesas, caiu em desgraça e foi exilado em 1631. Anos depois, voltou a viver em Paris, foi reabilitado junto à corte e compôs suas primeiras máximas - originalmente como divertimento social para as reuniões e salões literários que frequentava -, gênero de que foi o maior cultivador.


Detalhes da edição:

autor : François dela Rochefoucauld

selo: Penguin-Companhia

páginas : 112

tradução: Rosa Freire Aguiar

comprimento : 20,00 cm

largura : 13,00 cm

altura : 0,6 cm

peso : 0,116 kg

capa mole 

Compre e receba em casa

Entregas em Curitiba - Consulte via WhatsApp

Não encontrou o que procura?

Envie uma mensagem para (41) 3232-5367

Site seguro

Protegemos seus dados