Que é Abolicionismo?

R$24,90

2x de R$12,45 sem juros
5% de desconto pagando com Depósito em conta bancária (Bradesco)
Entregas para o CEP:

Meios de envio

  • Itiban Comic Shop Av. Silva Jardim, 845, Curitiba - Atendimento de Segunda à Sexta das 10:00 às 18:00 e Sábados das 10:00 às 17:30
    Grátis
Devolução
Produtos com defeito* , poderão ser devolvidos ou trocados,mediante disponibilidade em até 07 ( sete ) dias úteis.

Sobre o livro:

Editado pelo selo Grandes Ideias, este é o texto central do movimento abolicionista no Brasil e um dos momentos mais representativos da obra de Joaquim Nabuco.

Escritor, jurista, político e diplomata, o pernambucano Joaquim Nabuco (1849-1910) foi um dos pensadores mais influentes do Brasil durante o Segundo Reinado e os primeiros anos da República. Filho de uma tradicional linhagem de políticos nordestinos, formado pelas prestigiosas faculdades de direito de São Paulo e Recife, Nabuco projetou-se nacionalmente a partir de 1878, quando se elegeu deputado por sua província natal e deu início a uma campanha abolicionista que, com o apoio de figuras como José do Patrocínio e Rui Barbosa, espalhou-se por todo o país. Escreveu e publicou o ensaio O abolicionismo em 1883, durante uma estada em Londres. No texto, que logo se tornou o principal panfleto do movimento, o autor realiza uma enfática defesa da imediata emancipação dos escravos africanos e seus descendentes, propondo vias para sua integração completa à sociedade brasileira. Cinco anos após a publicação do livro, o movimento obteve um êxito parcial com a assinatura da Lei Áurea.
O ensaio, organizado em torno de um vasto arsenal de argumentos filosóficos, políticos e econômicos, oferece uma amostra relevante da escrita refinada que consagrou o autor de Minha formação (1900), e se divide em seis partes, uma delas intitulada Que é o abolicionismo?, título desta edição. E ainda mais dois ensaios, O erro do imperador e O eclipse do abolicionismo, que complementam a discussão.


Sobre o autor:

Joaquim Aurélio Barreto Nabuco de Araújo nasceu em 1849 em Recife, filho de José Tomás Nabuco de Araújo e Ana Benigna de Sá Barreto. Passou a infância no engenho Massangana, de propriedade de seus padrinhos, onde travou contato íntimo com a sociabilidade da escravidão nordestina, ligada à produção do açúcar. Ainda em criança mudou-se para o Rio de Janeiro, onde os pais passaram a residir e onde ele fez seus primeiros estudos. Em 1866, em São Paulo, ingressou na Faculdade de Direito, e dois anos depois voltou ao Recife, onde se graduou. São desta época seus primeiros textos sobre a escravidão e suas atuações iniciais como advogado. Teve a coragem de defender, então, o escravo Tomás, acusado de assassinato.
Em 1870, voltou ao Rio de Janeiro, onde iniciou carreira no jornalismo e trabalhou como advogado no escritório do pai. Logo, porém, abandonou a advocacia, para viajar à Europa e aos Estados Unidos. Em 1878, eleito deputado por Pernambuco, deu início à campanha pelo Abolicionismo. Derrotado na eleição seguinte, voltou à Europa. Em Londres, escreveu O abolicionismo, publicado em 1883, e colaborou com artigos em jornais brasileiros. Retornou ao Brasil no ano seguinte e retomou a campanha abolicionista, com textos publicados na imprensa, como "O erro do Imperador" e "O eclipse do abolicionismo". Em 1888, estava ao lado da princesa Isabel quando da assinatura da Lei Áurea.
Ainda se reelegeu deputado, mas a Proclamação da República o afastou da política por cerca de dez anos. Manteve-se monarquista convicto até se reaproximar da vida pública republicana, como diplomata, na virada do século.
Na Inglaterra, para onde voltou em 1892, escreveu Balmaceda (1895), sobre a guerra civil do Chile, e Um estadista do Império (1896), sobre seu pai, o senador Nabuco de Araújo, livro que é considerado sua obra máxima. Ao lado do amigo Machado de Assis, estava entre os fundadores da Academia Brasileira de Letras, em 1896 e 1897.
Em 1899, defendeu o Brasil na disputa com a Inglaterra pelos limites da Guiana Inglesa. No ano seguinte, publicou Minha formação e deu seguimento à carreira diplomática, servindo em Londres. Foi o primeiro embaixador brasileiro em Whashington, Estados Unidos, onde veio a falecer em 1910.


Detalhes da edição:

autor: Joaquim Nabuco

selo: Penguin-Companhia

páginas: 128

comprimento: 20,00 cm

largura: 13,00

altura: 0,8 cm

peso: 0,131 kg

capa mole

Compre e receba em casa

Entregas em Curitiba - Consulte via WhatsApp

Não encontrou o que procura?

Envie uma mensagem para (41) 3232-5367

Site seguro

Protegemos seus dados