O Jornal e o Livro

R$24,90

2x de R$12,45 sem juros
5% de desconto pagando com Depósito em conta bancária (Bradesco)
Entregas para o CEP:

Meios de envio

  • Itiban Comic Shop Av. Silva Jardim, 845, Curitiba - Atendimento de Segunda à Sexta das 10:00 às 18:00 e Sábados das 10:00 às 17:30
    Grátis
Devolução
Produtos com defeito* , poderão ser devolvidos ou trocados,mediante disponibilidade em até 07 ( sete ) dias úteis.

Sobre o livro:

Esta seleção de textos pouco conhecidos de Machado de Assis revela as reflexões de um escritor preocupado com a literatura, o teatro, o papel da imprensa, entre outros temas que foram importantes para sua época e que continuam a ser discutidos nos dias de hoje.

Os textos reunidos neste volume representam uma faceta ainda pouco difundida da obra de Machado de Assis. O romancista, contista, poeta e teatrólogo, autor de numerosas obras-primas da literatura brasileira, cede lugar ao crítico rigoroso e ao cronista atento aos temas culturais mais importantes de seu tempo. As intervenções de Machado no debate público sobre literatura fornecem juízos valiosos sobre sua própria evolução como escritor e intelectual. Publicadas na imprensa carioca entre as décadas de 1850 e 1870, estas amostras do pensamento crítico do futuro autor de Memórias póstumas de Brás Cubas permitem identificar algumas das linhas mestras da primeira fase de sua produção: a recusa enfática do realismo de Émile Zola e Eça de Queirós, a publicação seriada de contos e romances no formato de folhetim e, sobretudo, a aguda consciência de escrever num país cuja recente independência política ainda não havia se consumado numa efetiva independência literária.

 

Sobre o autor:

JOAQUIM MARIA MACHADO DE ASSIS nasceu em 1839, no Rio de Janeiro. Publicou seu primeiro livro de poesias, Crisálidas, em 1864. Ao longo da década de 1870, publicaria Ressurreição, A mão e a luva, Helena e Iaiá Garcia. Memórias póstumas de Brás Cubas foi publicado em 1881. Papéis avulsos, de 1882, foi sua primeira coletânea de contos dessa fase realista. Em 1899, publicou Dom Casmurro. Escreveu mais de quatrocentas crônicas para o periódico Gazeta de Notícias. Em 1897, foi eleito presidente da Academia Brasileira de Letras, instituição que ajudara a fundar no ano anterior. Morreu em 1908.

 

Detalhes da edição:

autor: Machado de Assis

editora: Penguin-Companhia

páginas: 80

comprimento: 20,00 cm

largura: 13,00 cm

altura: 0,2 cm

peso: 0,090 kg

Compre e receba em casa

Entregas em Curitiba - Consulte via WhatsApp

Não encontrou o que procura?

Envie uma mensagem para (41) 3232-5367

Site seguro

Protegemos seus dados