Crônicas Escolhidas

R$39,90

2x de R$19,95 sem juros
5% de desconto pagando com Depósito em conta bancária (Bradesco)
Entregas para o CEP:

Meios de envio

  • Itiban Comic Shop Av. Silva Jardim, 845, Curitiba - Atendimento de Segunda à Sexta das 10:00 às 18:00 e Sábados das 10:00 às 17:30
    Grátis
Devolução
Produtos com defeito* , poderão ser devolvidos ou trocados,mediante disponibilidade em até 07 ( sete ) dias úteis.

Sobre o livro:

Um Machado de Assis quase desconhecido se revela nessas crônicas, publicadas na imprensa do Rio de Janeiro entre 1859 e 1900.

Clássico fundamental da literatura brasileira, Machado de Assis possui uma faceta que continua pouco explorada por leitores e críticos: a de prolífico cronista de jornais e revistas. Quase sempre sob pseudônimo, como era costume na época, o autor de Memórias póstumas de Brás Cubas escreveu centenas de crônicas para diversos veículos da imprensa do Rio de Janeiro entre 1859 e 1900, e dessa atividade obteve parcela importante de sua renda, mesmo após se tornar um escritor consagrado. Por meio da leitura da vida cotidiana na antiga capital do país, além das notícias da política nacional e internacional - inclusive a Abolição, a Proclamação da República e a Guerra de Canudos -, o escritor também exercitava a prosa genial com que compôs seus textos ficcionais.
Para este livro, o crítico e professor de literatura John Gledson consultou os arquivos da imprensa carioca no século XIX para selecionar cinquenta textos com o melhor da produção jornalística de Machado.
Centrada no período da maturidade do escritor carioca, a seleção de Gledson - que também assina a introdução do volume e os comentários - proporciona uma ótima introdução ao Machado cronista, permitindo cotejá-lo com o criador dos grandes contos e romances.

 

Sobre o autor:

JOAQUIM MARIA MACHADO DE ASSIS nasceu em 1839, no Rio de Janeiro. Publicou seu primeiro livro de poesias, Crisálidas, em 1864. Ao longo da década de 1870, publicaria Ressurreição, A mão e a luva, Helena e Iaiá Garcia. Memórias póstumas de Brás Cubas foi publicado em 1881. Papéis avulsos, de 1882, foi sua primeira coletânea de contos dessa fase realista. Em 1899, publicou Dom Casmurro. Escreveu mais de quatrocentas crônicas para o periódico Gazeta de Notícias. Em 1897, foi eleito presidente da Academia Brasileira de Letras, instituição que ajudara a fundar no ano anterior. Morreu em 1908.

 

Detalhes da edição:

autor: Machado de Assis

editora: Penguin-Companhia das Letras

páginas: 336

comentários: John Gledson

comprimento: 20 cm

largura: 13 cm

altura: 2 cm

peso: 320g

capa mole

Compre e receba em casa

Entregas em Curitiba - Consulte via WhatsApp

Não encontrou o que procura?

Envie uma mensagem para (41) 3232-5367

Site seguro

Protegemos seus dados