Oferta limitada !!

A solidão de um quadrinho sem fim

R$69,80

R$67,80

3% OFF
2x de R$33,90 sem juros
5% de desconto pagando com Depósito em conta bancária (Bradesco)
Entregas para o CEP:

Meios de envio

  • Itiban Comic Shop Av. Silva Jardim, 845, Curitiba - Atendimento de Segunda à Sexta das 10:00 às 18:00 e Sábados das 10:00 às 17:30
    Grátis
Devolução
Produtos com defeito* , poderão ser devolvidos ou trocados,mediante disponibilidade em até 07 ( sete ) dias úteis.

Sobre o quadrinho:

O aguardado lançamento de Adrian Tomine, com encadernação e acabamento que simulam um sketchbook.

O que acontece quando um hobby de infância se transforma em uma carreira para toda a vida? A solidão de um quadrinho sem fim, a mais divertida e reveladora incursão de Adrian Tomine na autobiografia, oferece uma série de respostas inesperadas. Quando um súbito incidente médico o leva ao pronto-socorro, ele começa a questionar se tudo realmente valeu a pena: apesar dos elogios e das oportunidades de uma carreira aparentemente encantadora, são as gafes, humilhações, menosprezos e insultos que ele experimentou (ou causou) dentro da indústria que mais pesam em sua memória.

Mas, conforme essas memórias vão sendo delineadas com detalhes terrivelmente divertidos, uma narrativa paralela se desenrola em segundo plano. Entre turnês de lançamento caóticas, entrevistas desastrosas e interações conturbadas com outros artistas, a vida acontece: Tomine abre caminho para o casamento, a paternidade e uma existência indiscutivelmente gratificante. Enquanto explora sua relação conflituosa com as HQs e a cultura dos quadrinhos, Tomine ilustra os divertidos absurdos da vida e o modo como escolhemos dispor do nosso tempo. Através desses momentos de “vergonha alheia”, uma história mais profunda e emocionante emerge, e vemos a vida de Tomine se transformar em algo muito mais robusto do que seus erros.

Em uma ousada mudança de estilo desde seu premiado Intrusos, Tomine despe sua arte aos elementos essenciais e soltos do cartum. Suas linhas despojadas se comunicam sem esforço, com cada toque de caneta economicamente imbuído da profundidade humana. Projetado como um caderno de rascunhos, com fitilho e elástico, A solidão de um quadrinho sem fim apresenta um artista aclamado no auge de sua carreira.

 

Frases de Imprensa:

“Neste belo e sincero trabalho, Adrian Tomine apresenta o retrato mais honesto e revelador possível de uma indústria à qual não posso mais suportar me associar.”
ALAN MOORE, V de Vingança, Watchmen, Do Inferno

“Um olhar dolorosamente honesto, e muitas vezes hilário, por detrás da cortina da vida ‘glamourosa’ de um quadrinista. Tomine relembra os estresses, as gafes e as realizações da sua vida, enquanto empreende um exercício de autoconsciência. Uma leitura obrigatória para os fãs de Tomine e para todos os aspirantes a quadrinistas.”
RICHARD McGUIRE, Aqui

“Eu não consegui largar este livro. A vulnerabilidade de Tomine e sua disposição em compartilhar os momentos mais constrangedores de sua vida (variando entre deliciosos, absurdamente engraçados e profundamente revigorantes) são um lembrete para sermos mais corajosos, porque, afinal, o que temos a perder?”
LISA HANAWALT, produtora e desenhista da animação da Netflix BoJack Horseman

“Um livro maravilhoso sobre sentir-se morbidamente complexado e, ao mesmo tempo, desejar se conectar com outras pessoas, mesmo que isso nem sempre – ou melhor, quase sempre – transcorra da maneira desejada. Captura perfeitamente o que é ser um quadrinista, mas também o que é ser uma pessoa.”
ROZ CHAST, Can’t We Talk About Something More Pleasant?

“Em uma série de histórias autobiográficas que vão desde sua infância até os dias atuais, Tomine lança um olhar irônico e implacável sobre seu ego frágil, as recompensas duvidosas de sua bem-sucedida carreira e o absurdo da indústria dos quadrinhos.”
The Guardian

“Adrian Tomine passou de ‘garoto prodígio dos zines’ (segundo Daniel Clowes) para um mestre da forma […] As vinte e seis histórias aqui reunidas traçam uma vida inteira de neuroses e humilhações, borrando os limites entre os traços de personalidade e os ‘ossos do ofício’.”
The New York Times

 

Detalhes da edição:

Autor: Adrian Tomine

Tradução: Érico Assis

Editora: Nemo

Páginas: 168

Acabamento: Capa Dura

Mês de publicação: 09/2020

Comprimento: 21,00 cm

Largura: 14,00 cm

Compre e receba em casa

Entregas em Curitiba - Consulte via WhatsApp

Não encontrou o que procura?

Envie uma mensagem para (41) 3232-5367

Site seguro

Protegemos seus dados